terça-feira, 17 de agosto de 2010

Calendário das Rondas Tradicionalistas da Semana Farroupilha de Piratini 2010

Dentro das comemorações da Semana Farroupilha de 2010, acontecem as Rondas Crioulas, como parte das festividades destes dez dias. Acompanhe as datas em que as entidades serão responsáveis pela “ronda da Chama Crioula”:

11 de setembro – CTG Raízes Nativas, 20 de Setembro CTG e CTG Herdeiros da Tradição
12 de setembro - CTG Sentinela do Cancelão e PTG Sentinela do Cancelão
13 de setembro - PTG Sentinela da Cordilheira e PTG Barbosa Lessa
14 de setembro – PTG Querência Xucra
15 de setembro – CTG Negrinho do Pastoreio, PTG Rodeio do Paraíso e PTG Sem Fronteiras
16 de setembro – PTG Resto de 35 e PTG Sepé Tiarajú
17 de setembro – PTG Rastros de Farrapos
18 de setembro – PTG Vieira da Cunha
19 de setembro – PTG Antonio de Souza Neto e PTG Porteira do Rio Grande
20 de setembro – Grupo de Idosos Renascer e PTG Raízes da Querência

A Ronda Crioula pode ser definida como uma das origens da Semana Farroupilha. Dentre os itens programados pelo Departamento de Tradições Gaúchas, há vários anos atrás, um mereceu especial atenção: a "Ronda Gaúcha" logo popularizada e consagrada pela gauchada, definitivamente, como a "Ronda Crioula". Assim desenvolveu-se intensa atividade de 7 a 20 de setembro, unindo política e festivamente a data da Independência do Brasil ao dia do início das comemorações alusivas a Revolução Farroupilha. A partir de 1947, e ainda por longos anos, os Centros de Tradições Gaúchas que  surgiram organizavam individualmente suas Rondas Crioulas, porém, de forma desordenada e com duração de 13 dias. Somente em 11/12/1964, através da Lei no 4.850, o Presidente da Assembléia Estadual, Francisco Solano Borges, sancionava a lei que oficializava a Semana Farroupilha no Rio Grande do Sul - a ser comemorada de 14 a 20 de setembro de cada ano, em homenagem à memória do Herói Farroupilha.

A ronda, como próprio nome diz, consiste em um “cuidado” que as entidades tradicionalistas são encarregadas em tomar sobre a centelha da Chama Crioula. Em Piratini, as rondas acontecem no chamado Palco da Capital, no Cento de Eventos Erni Pereira Alves. O Piquete "rondeiro" tem a obrigação de zelar e honrar a Chama, além de seguir o regulamento existente para tal, que inclui, entre vários itens, os cuidados com idosos presentes na ronda, a valorização do ser gaúcho, como o cuidado com a indumentária, e outros. A entidade responsável deve montar um cenário alusivo à temática escolhida, e deve usar a criatividade para atrair o público para sua ronda. Geralmente acontecem tertúlias, apresentações de música e poesia, shows e outros. Jurados competentes determinarão, a partir de regulamento, o Piquete que melhor desempenhou sua tarefa, a ser contemplado com o valor de R$ 300,00 (trezentos reais).

Virgínia Motta
Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Piratini

Nenhum comentário:

Postar um comentário